Professores de robótica replicam acessório para aliviar a tensão das máscaras nas orelhas

Professores de robótica replicam acessório para aliviar a tensão das máscaras nas orelhas

A iniciativa visa proporcionar um pouco de alívio aos profissionais da saúde que ficam o dia inteiro com máscaras. Mais de 20 hospitais já fizeram a encomenda do produto

A corrente de solidariedade para diminuir os impactos do coronavírus na vida das pessoas cresce a cada dia. Após um jovem canadense criar um acessório para diminuir o incômodo nas orelhas devido ao uso constante de máscara, professores do Colégio Objetivo DF replicaram a invenção no intuito de doar o aparato a profissionais de saúde em todo o Brasil.

“Vimos a iniciativa do Quinn Callander, um garoto de 12 anos que inventou o dispositivo e disponibilizou o projeto aberto para que mais pessoas pudessem replicar a sua iniciativa. Decidimos que poderíamos produzir e distribuir no Distrito Federal para os funcionários de saúde que estão trabalhando nos hospitais incansavelmente”, comentaram Frederico Lara e Jean Rafael, professores de Robótica e Laboratório Maker.

Salva orelhas

Nomeado de Projeto Salva Orelhas, o dispositivo criado é capaz de retirar a tensão das orelhas, uma vez que o uso contínuo de máscaras gera um desconforto na região. “Nosso intuito é fornecer um pouco de alívio para estes profissionais que precisam usar máscaras o dia todo nos hospitais”, explicou o professor Lara.

Com três impressoras 3D dedicadas à produção do acessório, cerca de 100 unidades são feitas por dia. O custo do material é arcado pelos próprios participantes da iniciativa com a colaboração do canal Vida em 3D e do Colégio Objetivo DF. “Já no primeiro dia recebemos 1200 encomendas de mais de 20 instituições em três estados brasileiros”, disse Frederico .

Os pedidos foram realizados por mais de 20 unidades de saúde no DF, em Goiás e na Bahia, além de uma entrega específica para um senhor do Rio Grande do Norte que fez um tratamento de câncer e ficou sem orelha. Para alcançar mais regiões do país, os professores estão em busca de parceiros que tenham impressora 3D. “Já conseguimos fechar parcerias em Minas Gerais, São Paulo, Tocantins, Ceará, Maranhão e Distrito Federal, “comemoraram.

Interessados em contribuir com o Projeto Salva Orelhas podem entrar em contato com os professores por meio do perfil @vidaem3d no Instagram.

CATEGORIES
TAGS
Share This

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus (0 )