Pernambucana vai para a Argentina defender a Seleção Brasileira de Basquete Sub 18

Pernambucana vai para a Argentina defender a Seleção Brasileira de Basquete Sub 18

Ala-pivô de 18 anos é aluna e atleta do time de basquete da Estácio Recife e foi selecionada para compor o time que vai disputar a Copa América Sub 18 feminina, na Argentina

 

A ala-pivô do time de basquete feminino da Estácio no Recife, Manuella Aquino, de 18 anos, foi selecionada para integrar a Seleção Brasileira que vai disputar a Copa América Sub 18 Feminina entre os dias 13 e 19 de junho em Buenos Aires, na Argentina. Esta é a quarta vez que a atleta pernambucana é convocada para representar o Brasil em campeonatos internacionais.

Em  2018, a jogadora participou das seletivas para a integrar a Seleção Brasileira U15 5×5. Já em 2021, com 17 anos, foi convocada para a Seleção Brasileira 3×3 – Sub 23, passou na eliminatória e viajou para a Colômbia para disputar o Panamericano Júnior em Cali. Neste ano, a integrante do time de basquete da Estácio Recife integrou a seletiva para defender o Brasil nos Jogos Sul-Americanos da Juventude.

Para esta nova convocação, o clima da atleta é de otimismo. “Minha primeira meta quando fui convocada era estar entre as 12 atletas que iriam viajar para defender o Brasil. A primeira meta foi batida com sucesso! E a próxima é conseguir ajudar a Seleção Brasileira na competição e trazer a medalha e a vaga pro mundial em 2023”, completa. Manuella começou a jogar basquete aos 12 anos. Atualmente, se divide entre os treinos e jogos pelo time de basquete da Estácio Recife e o curso de graduação. A jogadora está cursando o 1º período de Educação Física na instituição de ensino superior.

O time de basquete feminino da Estácio Recife foi formado a partir da parceria com o Nosso Clube/Instituto Vitaliza, que há 15 anos recruta e forma atletas de colégios públicos recifenses em diversas modalidades. Segundo Affini Junior, gerente esportivo do Nosso Clube/Instituto Vitaliza, as atletas selecionadas recebem não só bolsas de estudo, mas também todo o acompanhamento necessário realizado por uma equipe multidisciplinar, com psicólogo, nutricionista, preparação física e fisioterapia.

De acordo com Diogo Barbosa, coordenador do curso de Educação Física da Estácio Recife, a escolha da atleta para integrar a Seleção Brasileira é um reflexo da qualidade do time que a parceria entre o centro universitário e Nosso Clube/Instituto Vitaliza formou. “Nosso principal objetivo é utilizar o esporte como veículo de transformação social e formação de novas profissionais competentes para atuar no mercado em diferentes áreas, oferecendo às alunas o acesso a um ensino de qualidade e a oportunidade de se desenvolverem também enquanto atletas”, finaliza.

CATEGORIES
TAGS
Share This

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus (0 )