Grafite do DF feito por ELAS

Grafite do DF feito por ELAS

Além de ser celebrado o Dia Internacional da Mulher no dia 8, também teremos o Dia Mundial do Grafite no dia 27.

O grafite é um dos segmentos culturais que mais incrementam a participação de mulheres em suas intervenções. Provenientes da cultura hip-hop, as obras coloridas que estampam as ruas e cidades do DF, viraram um difusor de expressão cultural e social das grafiteiras.

Empoderamento, resistência e expansão da arte urbana é isso que o grafite significa. Elas cativam seu público com uma linguagem interpretativa do que esperam de um mundo melhor.

“A expectativa é que aumente o número de mulheres selecionadas nos editais voltados para a arte urbana” disse Érica Lewis, subsecretária de Economia Criativa

“As artistas se mostram fundamentais na quebra de paradigmas de atividades que antes eram consideradas genuinamente masculinas”, disse o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues

 

Lua Nzinga:
“Não vamos desistir de nosso potencial criativo”

Naiana Natti: “Quando comecei, havia pouquíssimas mulheres na cena do grafite”

 

Sabrina Falcão: “Percebemos que ainda precisamos de mais espaços de contemplação e valorização voltados para mulheres grafiteiras e periféricas.”

Camila Siren: “Quero deixar a mensagem de que somos fortes, protagonistas e estamos aqui, apesar de tudo”

 

CATEGORIES
Share This

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus (0 )